quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

DIÁRIO DE UMA TURÍSTA NA SUA CIDADE! II

Portimão, 5 de Fevereiro 2011

Continuo de férias!
Sem relógio, sem agenda!
Apenas tenho a companhia da minha vontade!
Férias originais estas!50% da familia está de férias, os restantes 50% a trabalhar!
Assim, à hora de jantar partilhamos experiências, diversificamos a conversa.De um lado :
- Hoje tive uma reunião , mais um projecto! diz o pai!
- A prof. hoje estava uma chata! diz o filho mais novo!
A conversa dos 50% que estão à deriva, sem horário, é muito mais banal!
 - Hoje tirei umas fotos fantásticas.Já começo a perceber a coisa!Gaba-se a mãe!
 - Que saudades que tnha da minha alegre casinha!Exclama o filho universitário surfista !
 Reina a harmonia, com os que nada fazem. a apoiarem os que agora, tudo fazem!
 E, assim, nesta mistura de experiências, lá seguem os meus dias de descanso absoluto, numa paz quase assustadora!
Lembrei-me ontem, sentada na praia que, há exactamente 4 anos, pelas 14h, estava estendida na neve, no meio de uma pista de ski, com uma fractura do perónio! Em La Mongie e, por burrice minha, um snowborder choca comigo e...zás! Tudo o que se passou entre a hora do acidente e as 21h, momento em que cheguei ao hotel ,junto da familia e amigos, foi digno de um filme de terror.Mas as férias lá continuaram com a perna em gesso e, à boa maneira da  Elsa, aproveitando cada momento e, neste caso, até que eram excelentes, já que era alvo de todas as atenções e mimos!
Agora, sentada na praia, relembrava-me dessas férias num país estrangeiro e sorria!
Não tenho skis nos pés, não estou vestida a rigor para enfrentar o frio!
Estou com um livro nas mãos, máquina fotográfica pronta( a minha companheira de férias), praticamente despida, sentada numa toalha e o sol a acariciar a pele!
Coloquei outro olhar nos meus olhos!Reparo e admiro, como se fosse a primeira vez, o mundo que me rodeia.Sinto-me realmente de férias à descoberta de coisas novas!
Espanto-me ! Rio-me! Clico na máquina vezes sem conta e corro para casa para partilhar as minhas fotos.Fico orgulhosa e digo:
- Estou a ficar um pro!!!!!Olha esta paisagem ...Olha a foto da ponte... Olha esta da gaivota!
 Diz o meu filho:
- Mamã mas essa praia...estamos fartos de ir lá!Nunca tinha reparado que era tão bonita!!!
É isso mesmo, meu filho!A diferença não está naquilo que olhamos, mas sim na forma como o fazemos!

Estou de férias!
Sem relógio!
Sem agenda!
Apenas com a minha vontade de quer OLHAR de forma diferente aquilo que julga VER!E aqui reside toda a diferença : como diz o Princepezinho:
"O que é essêncial é invisível aos olhos!"
 EME
                                  

Sem comentários:

Enviar um comentário