sábado, 26 de fevereiro de 2011

ENCONTRO

                                   Pintura de Andrew Atroshenko

Acordei...

Cheirei a espuma que corria no meu corpo
Matei a sede da minha pele
Perfumei-a...

Vesti meu corpo
De finas sedas...

Quis-me elegante...
Quis-me sensual...

Saí para te ver...

Senti nos meus braços desnudados
O teu olhar...
Quente...

Fiquei imóvel!
Deixe-me penetrar por esse olhar
Que meu corpo acariciou
E a minha alma embalou.

E, na manhã
De uma primavera a despertar,
Tornei-te meu amante...
Para que todos os dias quando acordar,
Teus raios me possam abraçar!

EME

1 comentário:

  1. O meu pensamento parou
    Diante de tanta beleza escrita e sentida por quem como eu leu
    Obrigado

    ResponderEliminar