quarta-feira, 16 de março de 2011

NUDEZ

"Alma nua"(autor desconhecido)


Temos vergonha de despir o nosso corpo e mostrar a nossa nudez física, perene, mutável.As marcas da passagem do tempo, torna-nos vulneráveis à apreciação.Queremos manter a imagem da perfeição, de um corpo sensual, motor do desejo.Mas o tempo, como um pintor, vai dando pinceladas na nossa tela e aos poucos, somos um quadro com cores amareladas, gastas pelo tempo de exposição à luz.Procura-se então enganar o tempo e vamos para as mãos de restauradores, tentando recuperar a peça de arte.
Queremos ser aquilo que aparentamos!
Temos vergonha de despir a alma e mostrar as suas fragilidades, as suas emoções, as suas necessidades.As marcas do tempo, torna-nos mais sensatos e por isso, mais escondemos essa nudez.
Queremos que nos vejam como pessoas seguras, confiantes e triunfadoras.A possibilidade de alguém nos ver frágeis, quebráveis como folhas secas de Outono, faz-nos vestir capas de muitas cores, nenhuma da cor da nossa verdade.
Queremos aparentar aquilo que não somos!
A nudez física é muito menos chocante que a falta dela, no que o concerne à nossa alma.
Enquanto que a primeira é efémera e facilmente esquecida, a ausência da outra é devastadora e aniquiladora!
Prefiro ser uma tela gasta que ninguém olha, mas que emana a verdade daquilo que sou realmente!
Quero a minha alma nua, totalmente despida para que possa existir plenamente.
Abdico do restauro fisíco em função da reconstrução diária da minha alma!
EME

2 comentários:

  1. Querida Amiga, adorei. Penso como tu, vamos ganhando expressão com o tempo: á a patine dos dias e das noites, claro. Ganhamos rugas e pregas de expressão, a gravidade puxa o nosso corpo para baixo. Em compensação, temos de puxar a nossa alma para cima. É bom não sermos dondocas recauchutadas que apenas sabem que estar vivo é o contrário de estar morto. Pobres de espírito: parece que delas é o reino dos céus! Um abraço enorme

    ResponderEliminar
  2. E eu tambem, quero ser transparente de alma cheia, minha querida amiga!

    ResponderEliminar