terça-feira, 26 de abril de 2011

Em Livro.....



Tela de Andrew Atroshenko

Capa escarlate.
De mil títulos.
Esculpidos a ouro.
Prefácios sem pontuação.
Em breves apontamentos.
Folhas …
Brancas
De todas as cores.
De todos tamanhos.
Lisas.
Enrugadas.
Amachucadas.
Mas folhas.
Letras.
Palavras.
Frases.
Contos…sem contos.
Histórias sem principio.
Sem meio.
Sem fim.

Apenas o correr
De uma tinta
Transparente…
Que num breve toque
Iluminam noites secretas.
Folhas que se desfolham.
Letras que se encaixam
Num libido ritual
Sem epílogos….

EME

domingo, 17 de abril de 2011

PALAVRAS SOLTAS



Breve….
              Brevemente
Suave…
              Suavemente
Doce....
              Docemente

(Notas soltas
Flúem na Harpa
Celestial
Em sintonia
Pautas musicais perfeitas
Tocadas)

Piano
       Violino
               Orquestra

                          Claves de Sol
Principio
               E
            Fim

EME

sexta-feira, 15 de abril de 2011

MARISA - A AMIZADE PERFEITA

Simplemente...NÓS


Se a vida fosse um Rio
Tu serias a água em perpétuo movimento
E em ti banharíamos a nossa alma

Se a vida fosse um Oceano
Tu serias marés
E em ti fluiria a nossa barca

Se a vida fosse o Universo
Tu serias galáxia
E em ti habitaria o nosso planeta

Mas és uma Mulher
Que em teu seio
A vida existe
Plena
Vibrante
E, em ti
Somos mais felizes!
Feliz aniversário amiga de sempre e para sempre!
EME

quinta-feira, 7 de abril de 2011

A OUVIR UM CONTO...

A Professora Bety lendo o conto aos "meus" meninos

UM LIVRO....

Nasceu a amizade
 Nasceu a ideia
 Realizou-se um sonho!

ENQUADRAMENTO

"Contos a muitas Mãos"  é a concretização de um projecto que visa fomentar o gosto da escrita e da leitura, junto de crianças.
Foi oferecido a meninas e meninos que nasceram e vivem em França, filhos de emigrantes portugueses.
Através da sua professora, Elisabete Lourenço, fomos interagindo e, actualmente, mesmo sem conhecer estas crianças, tenho por elas uma enorme estima, sendo mútuo esses sentimento.
Escrevi o Conto “ PRINCESA AMAR SÓ E SEU GRAOZINHO DE AREIA PEDAÇINHO COMETA” e, através de uma grande artista minha amiga, foi, magistralmente, ilustrado. As restantes páginas em branco, serão preenchidas por contos e ilustrações feitas por essas crianças.
Sem direito a cópias ou reproduções, este livro tem a importância de ser recebido por quem ainda vê o mundo a cores e para quem, nós adultos, temos o dever de assegurar um futuro melhor!
Aqui fica, em video, esse livro…o único que fiz e, talvez, farei na minha vida de Aprendiz da Escrita.
EME

video
  

domingo, 3 de abril de 2011

INSÓNIA



(Theme : Redoable lite by Dean J.Robinson)



O dia passa veloz, de rajada e, nem tempo sobra para pensar!

 Corremos para o trabalho, levamos os filhos à escola, devoramos um copo de leite porque não há tempo para o beber. Tomamos decisões a correr, pensamos a correr, dizemos "olá" a correr...enfim, corremos, corremos, corremos!

 Vem a noite e, com ela, a serenidade, o silêncio, a paz!
 Ritualizamos...vestimos o pijama, lavamos os dentes, escovamos o cabelo, tiramos a maquilhagem e corremos para a cama   porque, na nossa mente, apenas está a hora a que tocará aquele maldito despertador para mais uma corrida, mais uma voltinha!

É tarde! O sono resolveu visitar outros olhos! Desesperamos...insónia...maldita insónia!
Arranjamos a coragem para enfrentar o frio fora do aconchego dos lençóis, vestimos o roupão e decidimos assumir estoicamente a dita cuja!
Levantamo-nos e, com um sentimento de traição pelo abandono a que fomos devotados pelo senhor sono, sentamo-nos na sala!
Aqui, começa o inferno ou...o céu!
De repente apercebemo-nos que o silêncio abraça-nos e o pensamento agradece!
De repente, na penumbra, os olhos vêm formas, sombras que nos fazem companhia e o espírito acalma!
De repente tudo se passa lentamente, como se estivessemos num mundo em câmara lenta...
Recordarmos o dia que acabou, lembramo-nos do que ficou esquecido e recuamos no tempo...Vem então, o doce sabor de memórias  que preencheram a nossa vida,   saudades de ausências e lágrimas de dores esquecidas. Tudo isto, no silêncio de uma noite em que o sono nos abandonou! Mas agora, já não sentimos traição, sentimos gratidão porque com ele, estaríamos a sonhar dormindo e, assim, sonhamos acordados!
E, pela manhã, quando começar tudo de novo, correndo...correndo, sobrará tempo para dizer, quando nos perguntarem se dormimos bem:
"Não dormi bem, mas estive BEM, acordada!"

EME
( escrito a 26 de Janeiro 2011)

sábado, 2 de abril de 2011

A POSSIBILIDADE DO IMPOSSÍVEL

Foto - EME "Penumbras"


Breves notas... na transparência vivencial

 Inscrevem -TE
Ausente…distante

Intensa a TUA recordação... Sulcada a fogo
Neste mar de salgadas águas

O vazio que se preenche
Da ausência presente
Em memoriais sentires

E enquanto estiveres aqui
Sublinhado nos acordes
Da minha memória
És tão real…Tão palpável
Como o vento que te trouxe
E a impossibilidade de Sermos
EME

FUSÃO


(foto - Bigmac.Vista101-olhares.eaiou.pt)



Rasgos que fluem 
 imersos no Ser
 que noutro Ser se desnuda
Fugaz momento de atónitos pasmos
Ludibriantes flutuações em voláteis suspiros
Densa a noite
Profunda a Fusão.
EME