sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Quero escrever as mais belas palavras, as mais belas poesias, os mais belos contos.
As palavras saem desalinhadas, as poesias sem melodia, os contos não têm história.
Quero ver as mais belas paisagens, captar os mais doces sorrisos, os olhares mais perfeitos.
Vejo desertos áridos, tristes sorrisos e olhares desconectados.
Talvez o cansaço, talvez o desalento, talvez o vazio, tudo isso, escrevo, vejo e sinto e na imensa noite que me embrulha, há apenas uma cortina de pequenas e finas gotas de chuva que na minha janela estão : lágrimas minhas que hoje é tudo aquilo que sou.

Foto by Eme


Sem comentários:

Enviar um comentário