terça-feira, 23 de abril de 2013

CARTAS V

Continuo a escrever-te.
Hoje, dia Mundial do Livro, queria contar-te que se pudesse ser outra coisa qualquer que não fosse ser o que sou, seria necessariamente, um Livro.
Sim, um Livro!
Imagina-me um Livro.
Nunca pensei que forma teria, se seria grande, pequeno. Sei apenas que teria muitas folhas...imensas folhas.Umas escritas, outras em branco.
Nas folhas escritas, estariam milhares de palavras, tantas quantas histórias já escrevi de mim e em mim.
Não tenho feitos de heróicos, não tenho histórias de encantar.Tenho apenas e somente a minha história, feita de coisas banais, tão banais como é a vida que julgamos excepcional.
Sei que não me lerás, mas se o fizesses, encontrar-me-ias vestida de muitas peles, mas todas de mim.
As folhas brancas, sem nada escrito, eram apenas espaços vazios dentro de mim para que tu , quando me lesse, os preenchesse.
Gostaria de ser um Livro para que me lesses e me reinventasses a cada folha, a cada instante em que te apetecesse ter um livro entre as tuas mãos e estar assim, sempre junto de ti.
Foto By "Him"

Sem comentários:

Enviar um comentário