sábado, 17 de agosto de 2013

Sabes a sal

Sabes a sal…do mar.
Não espanta. Fui a tua casa durante todo este tempo que não pode ser mensurável.
Sim, há coisas que não podem ser medidas pelo tempo. São o próprio Tempo.

Assim me chegaste à mão, vindo do mar, com sabor a sal, a sal do meu mar.
E quero-te mergulhado sem fim, ao fundo de mim, dentro de mim.
Foto By JSO


Sem comentários:

Enviar um comentário