sábado, 28 de setembro de 2013

Ausência

Cansaço!
Cansaço que vem de dentro,  rasgando a pele, desventrando a alma.
É o cansaço que nos faz desistir, até de sentir.
Apetece apenas fechar os olhos e ficar tão inerte, tão ausente que quem visse julgaria que ali apenas estava uma estátua, fria, feita de pedra.
Estou cansada, profundamente cansada da ilusão de querer o que não posso ter.
Estou ...
Nada, vazia, esquecida de mim, em mim, nesta ausência que ficou aqui.




1 comentário: